• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Brasil Atual
MENU

Biografia

Rosana Aparecida da Silva

Rosana Aparecida da Silva

Natural de Santo André (SP), Rosana é solteira e tem 50 anos de idade.

Iniciou sua militância no movimento negro, a partir de 1992, por ocasião da atividade do dia 8 de Março, na cidade de Santo André, onde as mulheres se reuniam numa sala temática sobre questão de gênero e raça. A partir daquele momento, sentiram a necessidade da continuidade das reuniões formativas resultando na criação da entidade “Negra Sim - Movimento de Mulheres Negras de Santo André”, que mantém sua trajetória de luta até os dias atuais, tendo como um dos objetivos o empoderamento da mulher negra que é a mais afetada com a discriminação racial.

Foi por meio da “Negra Sim” que pôde desenvolver importantes trabalhos no combate à discriminação racial e, principalmente, voltados à formação específica para a mulher e o movimento negro.

Rosana é dirigente da Afuse (Sindicato dos Funcionários da Educação do Estado de São Paulo) - desde o ano de 1993, como diretora regional em Santo André e depois como coordenadora da Macrorregião do ABCDMR.

Foi eleita para o segundo mandato na Direção Executiva da entidade, gestão 2008/2011, ocupando a função de Secretária de Finanças e, no 12º CECUT, eleita secretária Estadual de Combate à Discriminação Racial da CUT São Paulo para a gestão 2009-2012. Rosana foi reeleita à pasta no 13º, 14º e, agora, no 15º CECUT para a gestão 2019-2023.

Seja como sindicalista no ramo da educação ou como ativista em outras organizações ligadas às políticas transversais, Rosana tem sua história política ligada às ações e reações que sustentam um projeto social na defesa dos direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras e pela cidadania da população, na luta pela construção de um mundo novo sem preconceito, com igualdade étnica/racial e respeito à diversidade.

“Somos mulheres de diferentes trajetórias e diferentes tons. Estamos nas ruas, escolas, terreiros, igrejas, cozinhas, palcos, nas rodas... de samba e da vida, com nossa alegria, talento, indignação, compromisso, beleza... Juntas inventamos soluções. Ganhamos novas parcerias. Abrimos trilhas... Afirmamos nossa identidade. Somos espelho e nos espelhamos. Misturar nossos projetos é uma conquista e um desafio. Significa colocar as coisas nos seus devidos lugares, em nós e na comunidade. Exibir nossas heranças. É tudo que temos e é tudo que somos. Só tem sentido se for assim. Esse é o nosso compromisso” - Leci Brandão.

Contato: racial@cutsp.org.br