• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Brasil Atual
MENU

Vídeo da CUT-SP sobre mentiras da Previdência alcança 1,5 milhão de pessoas

Vídeo é uma das estratégias da entidade para mobilizar os trabalhadores e as trabalhadoras contra a proposta apresentada pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL)

Publicado: 13 Março, 2019 - 11h11 | Última modificação: 13 Março, 2019 - 11h31

Escrito por: Redação CUT São Paulo

Reprodução/CUT-SP
notice

Lançado pela CUT-SP na segunda quinzena de fevereiro, o vídeo sobre as mentiras contadas sobre a Previdência alcançou mais de 1,5 milhão de usuários nas redes sociais.

Durante quatro minutos, a produção aponta seis mentiras contadas pelo governo federal para tentar convencer a população de que uma reforma é necessária. Em um dos pontos, é apresentado, por exemplo, um comparativo entre os valores de uma aposentadoria no atual regime com os valores de um modelo de previdência privada, similar ao que propõe o governo (veja abaixo).

O vídeo é uma das estratégias da CUT-SP para mobilizar os trabalhadores e as trabalhadoras contra a proposta apresentada pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL), que atende somente aos interesses dos empresários sem propor nenhum tipo de diálogo com a classe trabalhadora. No próximo dia 22 de março, as principais centrais sindicais e sindicatos do país organizam um dia de luta com atos e paralisações.

A soma da audiência é uma média do compilado que a entidade fez a partir das postagens do vídeo, em diversas páginas do Facebook, feitas por políticos e outras entidades. Somente pela página da CUT-SP, até o dia 12 de março, 620 mil pessoas foram alcançadas com a publicação, tendo mais de 11 mil compartilhamentos.

Outra postagem com grande alcance foi o da deputada federal por Minas Gerais, a professora universitária Margarida Salomão, que subiu o vídeo em sua rede e teve mais de 12 mil compartilhamentos e alcance de 700 mil pessoas. Já entre as entidades de trabalhadores, bons índices de interação foram conseguidos pelo Sindicato Unificado dos Petroleiros de São Paulo, Sindicatos dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, Sindicato dos Professores do Paraná e a CUT Brasil que, juntas, completam mais 200 mil de alcance. Outros sindicatos, filiados ou não à entidade, também reproduziram em seus canais o vídeo, assim como blogueiros, jornalistas e até páginas de torcidas organizadas de futebol.

Além disso, o vídeo viralizou nos mensageiros Whatsapp, Telegram e Signal, canais que não permitem aferir o alcance.

Secretária de Comunicação da CUT-SP, Adriana Magalhães adiante que outros materiais estão sendo produzidos pela entidade. “Novos vídeos serão feitos no próximo período para colaborar nesse importante debate que afeta o futuro de todos. E as redes sociais têm sido um importante canal de diálogo com os trabalhadores".

Assista ao vídeo e compartilhe com a família e amigos do trabalho:

carregando
carregando