• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Brasil Atual
MENU

Vacina só é possível pelo trabalho das servidoras e servidores públicos

Servidores públicos do Instituto Butantan, que é uma instituição pública ligada ao governo de São Paulo, trabalharam durante todo o ano de 2020 para produzir uma vacina eficaz contra o novo coronavírus

Publicado: 19 Janeiro, 2021 - 10h33 | Última modificação: 19 Janeiro, 2021 - 10h42

Escrito por: Itamar Batista - Sintrapp

Governo do Estado de São Paulo/Flickr
notice

A Coronavac, que tem eficácia de 100% contra casos graves da Covid-19, vai salvar a vida de milhões de brasileiras e brasileiros. Na tarde do último domingo, uma enfermeira negra, foi a primeira vacinada contra a doença no Brasil. A estrela do dia, claro, era a vacina. Todas as câmeras apontavam para ela. Porém, existe uma personagem crucial para que a vacinação fosse possível: o servidor público.

Servidores públicos do Instituto Butantan, que é uma instituição pública ligada ao Governo do Estado de São Paulo, trabalharam durante todo o ano de 2020 para produzir uma vacina eficaz contra o novo Coronavírus e colocar o país no mesmo patamar de nações que já iniciaram a imunização de seu povo.

Além destes pesquisadores, uma outra parcela de trabalhadores também será de extrema importância para as aplicações da vacina: as servidoras e os servidores municipais. Daqui para a frente, seguindo os protocolos nacionais e estaduais, os servidores municipais estarão na linha de frente da campanha de imunização. Vale lembrar que, desde o início da pandemia, os municipais eram linha de frente no atendimento e nos cuidados aos que foram infectados pela Covid-19. Muitos deles integram o grupo de risco e continuaram seus trabalhos, sem se afastar, para garantir o atendimento à população adoecida. Não são poucos os casos de trabalhadoras e trabalhadores da saúde se infectaram em seus locais de trabalho, enquanto buscavam salvar vidas.

O momento é de reconhecer o esforço feito por estes profissionais e lembrar que a pandemia ainda não acabou. Valorizar as servidoras e servidores, que dão o seu melhor apesar da falta de condições de trabalho, salários defasados é papel de cada cidadã e cidadão brasileiro.

Viva o SUS!
Viva os cientistas!
Isso é funcionalismo público!
Viva as servidoras e servidores!