• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Brasil Atual
MENU

Sorocaba: Trabalhadores no urbano conquistam 3% de aumento salarial

Categoria aprovou proposta em assembleia realizada na sexta-feira (11)

Publicado: 15 Maio, 2018 - 10h55

Escrito por: Fabiana Caramez, do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba com CNTTL

Fabiana Caramez
notice

Os trabalhadores no transporte urbano de Sorocaba tiveram uma grande vitória neste primeiro ano de Campanha Salarial após a aprovação da nefasta "reforma" trabalhista.

Reunidos em assembleias realizadas na sexta-feira (11),  a categoria aprovou a proposta de aumento salarial construída na mesa de negociação entre Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba as empresas operadoras do transporte coletivo na cidade Consórcio Sorocaba (Consor) e Sorocaba Transporte Urbano (STU).

Os trabalhadores conquistaram aumento de 3% nos salários, reajuste nas principais cláusulas econômicas, manutenção de todos os direitos já conquistados em campanhas passadas e a garantia de que nenhum ponto da "reforma" trabalhista será implementado.

O aumento salarial de 3% corresponde à média da cesta dos principais índices de inflação (IPC-FIPE/INPC-IBGE/IGP-M/FGV/ICV/DIEESE) que ficou em 1,86% de reposição de inflação e mais 1,14% de aumento real. A cesta de índices de inflação sempre é usada nas negociações da campanha salarial dos Rodoviários. Com o reajuste, o piso salarial do motorista subiu para R$ 3.723,00 e do agente de bordo para R$ 1.314,04.

"A conquista de aumento real nos salários e benefícios econômicos sem a necessidade de decretação de greve é reflexo do grande enfrentamento que fizemos na campanha salarial do ano passado. Nós demos o recado! As empresas sentiram no bolso e hoje sabem que os trabalhadores estão prontos para fazer a luta que for necessária para resguardar empregos e salários", afirmou o presidente do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e da CNTTL Paulo João Estausia, Paulinho.

Para o vice-presidente do Sindicato Francisco França, outra grande vitória na campanha salarial dos trabalhadores em transporte urbano de Sorocaba foi a não implantação de itens da "reforma" trabalhista. "Um dos grandes ganhos desta data-base é a garantia de que em nosso acordo coletivo não entra essa desastrosa 'reforma' trabalhista. Aqui nós não iremos perder direitos e não iremos permitir que o trabalhador seja transformado em semiescravo, com a precarização do emprego."

Demais ganhos

Os trabalhadores(as) em transporte urbano de Sorocaba também conquistaram reajuste na participação nos lucros e resultados (PLR), que passou de R$ 1.500,00 para R$ 1.600,00. A PLR é paga aos trabalhadores no retorno das férias. E reajuste no tíquete-refeição a ser aplicado no mês de outubro, quando o valor unitário do tíquete-refeição passará de R$ 21,00 por dia para R$ 22,00 por dia, totalizando R$ 660,00 por mês.

Manutenção de todos os demais direitos constantes no acordo coletivo passado como plano de saúde familiar, cesta básica, plano odontológico, adicional por tempo de serviço e tantos outros.

carregando