• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Brasil Atual
MENU

SINSSP entra na justiça para cobrar medida protetiva do INSS frente ao coronavírus

Sindicato entrou na justiça nesta quinta-feira (19) para cobrar judicialmente ações protetivas do INSS para proteger os trabalhadores do INSS contra o COVID-19 e evitar a propagação da doença

Publicado: 20 Março, 2020 - 12h01 | Última modificação: 20 Março, 2020 - 12h04

Escrito por: SINSSP

reprodução
notice

Preocupado com o avanço da pandemia do Coronavírus e a falta de medidas protetivas da direção central do INSS, o SINSSP moveu ação contra a autarquia, nesta quinta-feira (19), na 7ª Vara Cível Federal de São Paulo, para que o órgão tome as medidas cabíveis para proteger os servidores públicos, tanto das áreas meio e fim, os estagiários, os trabalhadores terceirizados e a população, principalmente os segurados vulneráveis que frequentam as agências.

Para evitar a propagação do COVID-19, o pedido protocolado pede que todas as agências de atendimento do INSS devam permanecer fechadas durante o período de quarentena, obedecendo as ordens e orientações da OMS.

O apoio e orientação da população que precisar do Instituto deverá ser feito estritamente pelos canais remotos da autarquia (135 e internet).

O sindicato também tomará as providencias cabíveis diante das medidas do governo de reduzir horário de trabalho bem como o salário dos trabalhadores.

Decisão da Justiça

No momento em que a matéria estava sendo fechada, a juíza responsável pelo processo do SINSSP despachou a ação dando um prazo de 48 horas para que o INSS se manifeste para prestar esclarecimentos sobre os pedidos da ação. Após manifestação da autarquia, a juíza irá apreciar a solicitação do sindicato.