• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Brasil Atual
MENU

SindSaúde-SP cobra governo sobre problemas enfrentados por profissionais da área

Entre os questionamentos, o sindicato problematizou o fato de os Recursos Humanos (RHs) das unidades não estarem abrindo a Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) nos casos de afastamento por Covid-19

Publicado: 05 Agosto, 2020 - 11h27 | Última modificação: 05 Agosto, 2020 - 11h43

Escrito por: Redação SindSaúde-SP

Divulgação
notice

O Sindicato dos Trabalhadores Públicos da Saúde no Estado de São Paulo (SindSaúde-SP) cobrou as reivindicações das trabalhadoras e dos trabalhadores, mais uma vez, em reunião com a Coordenadoria de Recursos Humanos (CRH) da Secretaria de Estado da Saúde (SES), durante reunião on-line, realizada na última quarta-feira (29).

Entre os temas abordados estavam a testagem dos trabalhadores, a abertura de Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) para os profissionais que foram contaminados por Covid-19, o pagamento do Prêmio Incentivo, o corte do adicional de Insalubridade na Superintendência de Controle de Endemias (Sucen), entre outras pautas.

Diante das diversas reclamações das trabalhadoras e dos trabalhadores que atuam municipalizados em cidades de todo o estado de São Paulo, durante as plenárias regionais on-line, o SindSaúde-SP cobrou que a CRH tome alguma providência para que esses profissionais também tenham o direito à prevenção. “Na reunião, a coordenadora da CRH, Cida Novaes, nos informou que a secretaria fez parceria com alguns municípios e que nos próximos 15 dias haverá testagem dos municipalizados”, relatou Cleonice Ribeiro, presidenta do SindSaúde-SP.

Além disso, foi questionado o motivo dos Recursos Humanos (RHs) das unidades não estarem abrindo a Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) nos casos de afastamento por Covid-19, como relatado por diversas vezes pelos trabalhadores nas plenárias regionais.

Segundo Cida Novaes, ela cobrará, em reunião do Núcleo de Qualidade de Vida, para que os RHs passem a informar os casos às Comissões de Saúde do Trabalhador (COMSATs) e informou que fará um relatório dos afastamentos para o Sindicato. Contudo, ressaltou que há uma deficiência nos dados do início da pandemia, pois a secretaria não possui uma plataforma com tais informações. A coordenadora também disse que irá participar da próxima reunião do Núcleo que será realizada no dia 11 de agosto.

Negociações

A diretoria do SindSaúde-SP cobrou um retorno do pedido de reunião com o novo secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn. A coordenadora da CRH, Cida Novaes, afirmou que verificará essa questão.

O SindSaúde-SP também cobrou que haja uma reunião com a participação do novo secretário e os superintendentes dos Hospitais das Clínicas de São Paulo, Botucatu e Ribeirão Preto. O SindSaúde-SP reforçou que mesmo que o superintendente do HC-RP não queira participar, já que não há diálogo com a unidade, que a reunião seja realizada da mesma forma, para dar encaminhamento às pautas das trabalhadoras e dos trabalhadores.

Sucen

Em relação aos trabalhadores da Sucen que tiveram cortes do adicional de insalubridade, a coordenadora da CRH solicitou que fossem encaminhados os demonstrativos de pagamento para que os casos sejam avaliados.

Então, se você é trabalhador da Sucen que sofreu o corte, envie o demonstrativo de pagamento para a diretora ou diretor de sua região, que o SindSaúde-SP entregará à CRH.  

Prêmio de Incentivo do Hospital Brigadeiro

O mesmo deve ser feitos pelas trabalhadoras e pelos trabalhadores do Hospital Brigadeiro que tiveram problema com o pagamento do Prêmio Incentivo nos dois últimos meses. Envie uma cópia do demonstrativo de pagamento para a diretora da região, que o SindSaúde-SP entregará à CRH para regularizar a questão.