MENU

Sindicato promove ato “60 anos do Golpe: Justiça para Vladimir Herzog"

Atividade que acontecerá no dia 2 de abril, às 19h, reunirá entidades jornalísticas na luta por justiça contra impunidades do passado e do presente

Publicado: 27 Março, 2024 - 18h45 | Última modificação: 27 Março, 2024 - 18h55

Escrito por: Sindicato dos Jornalistas de São Paulo

Divulgação/SJSP
notice

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) sediará um ato na próxima terça-feira, 2 de abril, às 19h, para relembrar os 60 anos do golpe militar de 1964 e lutar por justiça ao jornalista Vladimir Herzog e demais profissionais de imprensa vítimas de crimes cometidos pelo Estado brasileiro durante a ditadura.

A atividade é organizada e convocada por diferentes entidades jornalísticas, além do SJSP e da Fenaj: Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Instituto Vladimir Herzog, Intervozes, Repórteres Sem Fronteiras, Barão de Itararé, Artigo 19, OBORÉ Projetos Especiais e o Centro Acadêmico Lupe Cotrim, da ECA-USP.

Além de homenagear a memória de Herzog, que dá o nome ao histórico auditório do SJSP, o ato também reforçará a luta por verdade, reivindicando que o governo esclareça as condições da morte de Vlado e responsabilize os culpados. Justiça para Herzog e todas e todos os jornalistas perseguidos! Estarão presentes no ato Frei Betto, que é jornalista e escritor, Tatiana Merlino, jornalista, Ivo Herzog, filho de Vladimir Herzog e presidente do Instituto Vladimir Herzog, Sophia Vieira, do CA Lupe Cotrim, além de outros representantes de entidades que se somam à incansável luta ao lado da democracia e dos direitos humanos.

Serviço

60 anos do Golpe: Justiça para Vladimir Herzog

02/04 terça-feira às 19h

Auditório Vladimir Herzog, Rua Rego Freitas, 530 – sobreloja, Vila Buarque (Próximo ao Metrô República)