• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Brasil Atual
MENU

Sindicato ganha novamente liminar suspendendo a abertura das agências do INSS

Apesar de toda argumentação dos sindicatos, o presidente do INSS e o secretário Especial de Previdência e Trabalho insistiram na reabertura das agências, reafirmando posição do governo negacionista de Bolsonaro

Publicado: 14 Setembro, 2020 - 09h59 | Última modificação: 14 Setembro, 2020 - 10h07

Escrito por: Sindicato dos Trabalhadores do Seguro Social e Previdência Social no Estado de São Paulo

Arquivo/Agência Brasil
notice

O SINSSP (Sindicato dos Trabalhadores do Seguro Social e Previdência Social no Estado de São Paulo) ganhou no domingo (13), em Agravo de Instrumento em Ação Civil Pública,  a tutela de urgência solicitando a suspensão da reabertua das agências do INSS a partir desta segunda, 14 de setembro, para todos os servidores, inclusive área meio e fim, bem como a suspensão das atividades presenciais com a manutenção do trabalho remoto.

Durante todo esse mês a CNTSS e seus sindicatos filiados, entre eles o SINSSP, vem travando um enorme debate com a direção do INSS. A última reunião aconteceu na sexta-feira (11) sobre a necessidade de manutenção do trabalho remoto em virtude da pandemia bem como a deficiência, do órgão, em relação ao Protocolo de Segurança Sanitária para servidores, estagiários, terceirizados e usuários da previdência.

Apesar de toda argumentação dos sindicatos, o presidente do INSS, Leonardo Rolim, e o secretário Especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, insistiram na reabertura das agências, reafirmando a posição do governo negacionista de Jair Messias Bolsonaro e ignorando o fato de colocarem a vida de todos em risco.

Mais uma vez o INSS de cima do seu pedestal deu as costas para uma série de alertas feitos pelas entidades sindicais em relação a pandemia e a fragilidade de um pseudo protocolo sanitário que não se sustenta para promover a reabertura das agências do INSS.

Porém, a categoria em decisão acertada em sua última assembleia decidiu por unanimidade pela continuidade da Ação Civil Pública com pedido de liminar para barrar a insanidade do Secretário Especial de Previdência e Trabalho e do Presidente do Instituto.

Apesar da decisão judicial é importante que os servidores se mantenham mobilizados pela manutenção do trabalho remoto e em defesa da vida.

Portanto, no dia 14/09 permaneça em trabalho remoto, não se dirija ao seu local de trabalho. Preserve a sua vida e a de seus familiares.

Essa é mais uma Vitória da Categoria!

Conclamamos a todos a se manterem mobilizados.

Pela continuidade do Trabalho Remoto.

Não ao Trabalho Presencial e Não Abertura das Agências

Em Defesa da Vida!

Clique aqui e veja a decisão.