• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Brasil Atual
MENU

Sindicalistas eleitos irão fortalecer a pauta dos trabalhadores e das trabalhadoras

Maioria dos sindicalistas eleitos em São Paulo é dirigente de entidades filiadas à CUT

Publicado: 19 Novembro, 2020 - 13h37 | Última modificação: 20 Novembro, 2020 - 17h13

Escrito por: Rafael Silva - CUT São Paulo

Arte: Maria Dias/CUT-SP
notice

O 1º turno das eleições do último domingo (15) definiu a nova composição das câmaras municipais por todo estado de São Paulo. E, dentre os vereadores e vereadoras eleitos, muitos são ligados ao movimento sindical, o que irá garantir a defesa, pelos próximos quatro anos, das pautas de interesse da classe trabalhadora.

A maioria dos eleitos é dirigente de sindicatos filiados à CUT. "Participamos de diversas lives ainda na pré-campanha com alguns dos eleitos e eleitas e sempre reforçamos a importância das trabalhadoras e dos trabalhadores votarem em candidatos e candidatas comprometidos com a defesa dos direitos da classe trabalhadora e da população e ficamos felizes com a eleição dessas companheiras e companheiros que levarão esse debate e farão a luta nas câmaras municipais", comenta o presidente da CUT São Paulo, Douglas Izzo.

Nas cidades do ABC Paulista foram quatro candidatos que garantiram uma vaga nas casas legislativas. Ana Nice (PT), que em 2016 havia sido a única mulher a ocupar a Câmara de São Bernardo do Campo e a primeira negra no cargo, foi novamente eleita neste ano. Ela é dirigente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, assim como Wagner Lima (PT), que foi eleito vereador em Santo André.

Na cidade de Diadema, o representante será José Aparecido da Silva (PT), o Neno, que foi ex-presidente do Sindicato dos Funcionários Públicos de Diadema (Sindema) por dois mandatos e é atual membro da Direção Plena da entidade, que é CUTista. Já Mauá terá Geovane Corrêa de Souza (PT), diretor executivo do Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André e Mauá, entidade filiada à Força Sindical.

Guarulhos, na Grande São Paulo, terá novamente mais um mandato de Maurício Brinquinho (PT), presidente do Sindicato dos Condutores de Guarulhos (Sincoverg). Já na cidade de Mogi das Cruzes teve a reeleição de Iduigues Martins (PT), que foi presidente do Sindicato dos Papeleiros de Mogi e Região e dirigente da CUT.

Também foi reeleito em Ferraz de Vasconcelos o vereador Cláudio Ramos (PT), que foi dirigente do Sindicato dos Vidreiros de São Paulo, enquanto que, em Cerqueira César, o Professor Matheus Siqueira (PT) também conquistou um mandato. Siqueira atua na Apeoesp e é representante da subsede Bauru da CUT-SP.

Campinas terá Guida Calixto (PT) como representante na Câmara. Ela é sindicalista da oposição do Sindicato dos Servidores Municipais. Ainda na Região Metropolitana de Campinas, na cidade de Morte Mor, Adriel de Oliveira Nascimento, o Professor Adriel (PT), consquistou uma cadeira. Ele é conselheiro estadual da Apeoesp em Campinas. 

Em Santos, Francisco Nogueira, o Chico do Settaport (Sindicato dos Empregados Terrestres em Transportes Aquaviários e Operadores Portuários de São Paulo) foi reeleito. Durante a campanha, ele contraiu a covid-19 e ficou internado em estado grave, mas agora está recuperado. Na Baixada também conquistou a reeleição Telma de Souza (PT), professora e ex-prefeita da cidade, ela é filiada à Apeoesp e foi uma das primeiras conselheiras da entidade.

Os trabalhadores de Sorocaba reelegeram Francisco França (PT), que é vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários e presidente da FESTTT (Federação Estadual dos Trabalhadores em Transportes e Trânsito no Estado de São Paulo da CUT).

Em Pindamonhangaba, o candidato pelo PT Herivelto Vela foi o vereador mais votado da cidade com 2.161 votos. Vela é ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba, entidade filiada à CUT, e também apresentador de rádio na região.

Ainda no interior, em São Carlos, a diretora do Sindicato dos Servidores Públicos (Sindspam) Raquel Auxiliadora conquistou um mandato concorrendo pelo PT. Em Tabatinga, Jair Francisco, o Will, saiu candidato pelo PV e venceu. Wiil é dirigente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais da cidade.