MENU

Petrobras anuncia mais um aumento nos preços dos combustíveis

O reajuste nos preços da gasolina e do diesel entra em vigor já a partir desta quarta-feira (12)

Publicado: 11 Janeiro, 2022 - 14h22 | Última modificação: 11 Janeiro, 2022 - 14h26

Escrito por: Lucas Vasques - Fórum

Divulgação/Petrobras
notice

Mais um golpe no bolso do consumidor brasileiro: a Petrobras anunciou, nesta terça-feira (11), novo aumento nos preços dos combustíveis. O reajuste já entra em vigor a partir desta quarta (12).

De acordo com informações da estatal, o preço médio da venda da gasolina para as distribuidoras passará de R$ 3,09 para R$ 3,24 por litro, o que significa um aumento de 4,85%. O diesel vai subir de R$ 3,34 para R$ 3,61 por litro, alta de 8,08%.

Os sucessivos aumentos podem ser explicados pela forma como o governo de Jair Bolsonaro (PL) lida com o tema. A Petrobras adota a política de paridade de preços com o mercado internacional.

A prática começou em 2016, no governo de Michel Temer (MDB), e continua sendo seguida por Bolsonaro e Paulo Guedes, seu ministro da Economia.

Veja o comunicado da Petrobras:

“Após 77 dias sem aumentos, a partir de amanhã 12/01/2022, a Petrobras fará ajustes nos seus preços de venda de gasolina e diesel para as distribuidoras.

Os últimos aumentos ocorreram em 26/10/2021 e, desde então, os preços praticados pela Petrobras para a gasolina foram reduzidos em R$ 0,10 litro em 15/12/2021, e permaneceram estáveis para o diesel.

A partir de amanhã, 12/01, o preço médio de venda da gasolina da Petrobras para as distribuidoras passará de R$ 3,09 para R$ 3,24 por litro. Considerando a mistura obrigatória de 27% de etanol anidro e 73% de gasolina A para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor passará de R$ 2,26, em média, para R$ 2,37 a cada litro vendido na bomba. Uma variação de R$ 0,11 por litro.

Para o diesel, o preço médio de venda da Petrobras para as distribuidoras passará de R$ 3,34 para R$ 3,61 por litro. Considerando a mistura obrigatória de 10% de biodiesel e 90% de diesel A para a composição do diesel comercializado nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor passará de R$ 3,01, em média, para R$ 3,25 a cada litro vendido na bomba. Uma variação de R$ 0,24 por litro.

Esses ajustes são importantes para garantir que o mercado siga sendo suprido em bases econômicas e sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras: distribuidores, importadores e outros produtores, além da Petrobras.

Dessa forma, a Petrobras reitera seu compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, acompanhando as variações para cima e para baixo, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato para os preços internos, das volatilidades externas e da taxa de câmbio causadas por eventos conjunturais.

De forma a contribuir para a transparência de preços e melhor compreensão da sociedade, a Petrobras publica em seu site informações referentes à formação e composição dos preços de combustíveis ao consumidor”.

Notícia publicada no site da Fórum