• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Brasil Atual
MENU

Nota dos jornalistas de SP sobre as eleições de 2020

A liberdade de expressão é um dos principais alvos do atual governo, aponta o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

Publicado: 16 Setembro, 2020 - 10h21

Escrito por: Redação - Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

Divulgação
notice

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) dirige-se à categoria para alertar sobre a importância das eleições municipais deste ano.

Os jornalistas sofrem o impacto de um projeto econômico, em vigor desde o golpe de 2016, baseado na retirada de direitos e ataques à democracia. Esse projeto foi brutalmente intensificado pelo governo Jair Bolsonaro, com redução de salários em plena pandemia de Covid-19 e ampliação da famigerada Reforma Trabalhista.

Além do aumento da precarização do trabalho, da diminuição de renda e de uma escalada de desemprego sem precedentes, a categoria é atingida por agressões diretas e constantes aos jornalistas e ao exercício do Jornalismo. 

Nada a estranhar vindo daquele que apoia o regime militar, que torturou e matou, inclusive o jornalista Vladimir Herzog, sob ordens do coronel Brilhante Ustra, a quem Bolsonaro exalta. É a expressão de uma política de desrespeito aos direitos humanos, de exclusão social e preconceito.

A liberdade de expressão é um dos principais alvos do atual governo, que foi denunciado de ter sido eleito e de fazer autopromoção por meio de disparos de fake news, de reprimir e disseminar ódio contra instituições democráticas e movimentos sociais. 

Não é por acaso que há dezenas de pedidos protocolados de impeachment de Bolsonaro no Congresso Nacional, como forma de repúdio a todo o seu governo.

Nós, jornalistas, em favor do exercício da nossa profissão e da liberdade de imprensa, temos muitas razões para votarmos em partidos e candidatos a prefeitos e vereadores que se oponham ao governo Bolsonaro e às medidas que retiram direitos específicos da categoria e do conjunto da classe trabalhadora.

Quem merece voto dos jornalistas defende direitos, democracia e o fim do governo Bolsonaro.