MENU

Nesta quarta terá ato-plenária virtual para defender a liberdade de Julian Assange

Em defesa do jornalismo, da liberdade de imprensa e contra a opressão

Publicado: 15 Fevereiro, 2022 - 21h34 | Última modificação: 15 Fevereiro, 2022 - 21h39

Escrito por: Sindicato dos Jornalistas de São Paulo

Reprodução/SJSP
notice

Neste dia 16 de fevereiro, quarta-feira, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) e entidades parceiras realizarão um ato-plenária virtual com jornalistas para debater e defender a liberdade de Julian Assange, preso desde 2019 no Reino Unido e que corre o risco de ser extraditado para os Estados Unidos. 

Nesta conversa, participarão Marina Amaral (diretora da Agência Pública), Elizabeth Carvalho (que foi correspondente estrangeira da Globonews), Beth Costa (secretária-geral da Fenaj e dirigente do FNDC) e Sérgio Amadeu (professor da UFABC). 

Fundador do WikiLeaks, Assange teve papel fundamental na divulgação do maior vazamento de documentos secretos da história do jornalismo. Em 29 de novembro de 2010, os cinco maiores jornais do mundo e a Folha de S.Paulo revelavam as entranhas da política externa dos Estados Unidos, com o conteúdo de mais de 250 mil telegramas de embaixadas norte-americanas. 

Após o vazamento, o governo dos Estados Unidos iniciou uma perseguição implacável a Assange: pela publicação dos documentos, ele corre o risco de pegar 175 anos de prisão caso seja extraditado. Após um refúgio de sete anos na embaixada do Equador na cidade de Londres, foi preso pela polícia britânica em 11 de abril de 2019 e desde então permanece em uma penitenciária de segurança máxima, passando por um castigo cruel e degradante, segundo denúncias recentes. 

Defender Julian Assange e exigir sua imediata liberdade é papel não apenas de ativistas, mas de todas e todos os jornalistas que entendem a liberdade de imprensa e o exercício do jornalismo como garantia fundamental para a construção de uma sociedade democrática e mais justa. 

LIBERTEM JULIAN ASSANGE!

Quando: 16 de fevereiro (quarta) às 19h30. Nas redes do SJSP, FNDC, FENAJ e entidades parceiras