• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Brasil Atual
MENU

Leia cartilha da CUT-SP sobre o direito à água como bem público

Material, feito em parceria com a FES, foi lançado em 2018, mas segue com conteúdo bem atual; Nesta semana, Senado aprovou a privatização da água no Brasil

Publicado: 26 Junho, 2020 - 11h37 | Última modificação: 26 Junho, 2020 - 15h02

Escrito por: Redação CUT-SP

Arte: Maria Dias/CUT-SP
notice

Na semana em que o Senado aprovou a privatização da água, a CUT-SP disponibiliza o PDF da cartilha “Água no estado de São Paulo: Direito, não mercadoria! Contribuições para o debate com sindicatos e sociedade”. 

A publicação é resultado de uma parceria da Secretaria de Meio Ambiente da CUT-SP com a Fundação Friedrich-Ebert-Stiftung (FES) e tem como objetivo mostrar o descaso do governo estadual nesta questão e disseminar a compreensão de que a água é um direito essencial e de que o seu acesso – universal, seguro e com qualidade aceitável – será melhor garantido por meio de serviços públicos, com participação popular e controle social.

O material foi elaborado a partir de levantamento bibliográfico, pesquisas de campo nas obras e equipamentos relacionados ao sistema de captação, tratamento e distribuição de água em São Paulo e entrevistas com trabalhadores, especialistas do setor e moradores de comunidades atingidas pela crise, pelas obras e pela lógica privada de gestão da água.

A iniciativa também contou com apoio de entidades e espaços de articulação como o Fama (Fórum Alternativo Mundial da Água), o Coletivo de Luta pela Água, o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), a Internacional de Serviços Públicos (ISP), a Federação Nacional dos Urbanitários (FNU), a Federação dos Servidores Públicos Municipais do Estado de São Paulo (Fetam-SP), o Sindicato dos Servidores Municipais de São Paulo (Sindsep-SP) e o Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Estado de São Paulo (Sintaema).

Clique aqui e baixe a cartilha para ler e compartilhar.