MENU

Juventude da CUT fortalece alianças e lutas na região Sudeste

Encontro na capital paulista reuniu jovens trabalhadores de diferentes categorias

Publicado: 18 Julho, 2023 - 00h03 | Última modificação: 18 Julho, 2023 - 11h11

Escrito por: Vanessa Ramos - CUT São Paulo

Divulgação
notice

Discutir, planejar e promover ações que garantam direitos, emprego, renda e efetividade de políticas públicas voltadas à juventude trabalhadora no Brasil. Esses e outros temas foram debatidos no encontro de lideranças cutistas do Sudeste brasileiro, realizado no sábado (15) e no domingo (16), na sede da CUT, no Brás, no centro da capital paulista.

A atividade organizada pela CUT Brasil e secretarias estaduais de Juventude da CUT teve o apoio da DGB (Confederação dos Sindicatos Alemães).

Para Cristiana Paiva, agricultora familiar e secretária nacional de Juventude da CUT, o encontro foi uma oportunidade de discutir a importância da atuação dos jovens trabalhadores dentro dos sindicatos.

“Temos dialogado através da formação e da própria comunicação sobre a realidade da juventude brasileira. Isso nos ajuda a dinamizar esse novo momento do cenário brasileiro com os nossos jovens para enfrentarmos os desafios e também recapitularmos o que já vivemos na história do movimento sindical”, afirmou.

Secretária de Juventude da CUT-SP e dirigente do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região, Priscila dos Passos Silva, avalia que o encontro foi também uma oportunidade de estreitar os laços entre os diversos estados do Sudeste, a partir das necessidades que os jovens trabalhadores possuem de organização e luta por seus direitos.

“A juventude trabalhadora debateu os principais temas do nosso Congresso Nacional da CUT e tirou diretrizes na organização da classe trabalhadora. Saímos ainda mais fortalecidos para as nossas lutas sindicais”, disse.

Fala, juventude trabalhadora!

Mayara Carvalho, dirigente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Jundiaí e Região, foi uma das participantes do encontro. Ela foi eleita pela primeira vez para compor a diretoria de uma entidade sindical.

“É a segunda vez que participo do encontro da juventude cutista do Sudeste. Promovemos nesses dois encontros muitas trocas com outras categorias. Tiramos um direcionamento para que a gente esteja mais próximo dos jovens, politize e traga para o movimento sindical e para a nossa luta”, destacou.  

Assim como Mayara, o dirigente Erick Nicolas, do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários no Transporte de Passageiros, Urbano, Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e Cargas Próprias de Guarulhos e Arujá em São Paulo (Sincoverg), destacou que o futuro do Brasil está em jogo.

“Estamos organizando essas pautas e lutas para que daqui cinco ou 10 anos os nossos irmãos, filhos e amigos possam desfrutar dos ganhos para a classe trabalhadora. Nesse encontro, discutimos conjuntura nacional, internacional e falamos dos 40 anos da CUT. É fundamental trazer para perto a juventude trabalhadora. Temos muitas lutas pela frente”, falou.

Além de dirigentes com atuação mais recente no movimento sindical brasileiro, também contribuíram para o debate sindicalistas com maior tempo de atuação.

Pela CUT-SP participaram o presidente Douglas Izzo e o secretário de Relações do Trabalho, Wagner Menezes, o Marrom. Pela CUT Brasil estiveram presentes a vice-presidenta Juvandia Moreira e o secretário-geral, Aparecido Donizeti da Silva.