• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Brasil Atual
MENU

Haddad participa de encontro com sindicalistas no ABC

Atividade apresentou propostas para o fortalecimento da região, que passam pela geração de empregos, política de trabalho decente e distribuição de renda

Publicado: 15 Julho, 2021 - 12h03 | Última modificação: 15 Julho, 2021 - 16h02

Escrito por: Rafael Silva - CUT São Paulo

SMABC
notice

Em agenda nas cidades do ABC Paulista, Fernando Haddad participou, na tarde de quarta (14), de encontro com lideranças sindicais da região, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo.

Na atividade, que contou com a presença de representantes de diversos ramos de entidades filiadas à CUT São Paulo e de outras centrais, Haddad ouviu propostas para a geração de empregos, política de trabalho decente e distribuição de renda.

O ex-prefeito de São Paulo e ministro da Educação no governo Lula tem percorrido o estado para ouvir os diferentes setores da sociedade. A proposta é construir um programa com políticas progressistas que atendam as necessidades dos paulistas. Em 2018, Haddad ficou em segundo lugar na disputada pela corrida presidencial e se tornou uma das principais lideranças de oposição ao governo Bolsonaro (ex-PSL). Para 2022, seu nome tem sido apontado como candidato ao governo estadual.

“Em 2022, precisamos nos envolver como nunca no processo eleitoral, elegendo pessoas comprometidas com a pauta dos trabalhadores e das trabalhadoras. Temos que fazer a maior bancada de deputados federais, estaduais e senadores, como parte da retomada dos direitos, e, para isso, é necessário estabelecer duas prioridades: uma institucional e a outra no convencimento junto aos eleitores nas ruas, nos locais de trabalho, nos bairros, nas redes sociais e aonde for possível estar”, afirma o metalúrgico e secretário-geral da CUT-SP, Daniel Calazans.

O ABC Paulista é um importante polo econômico do país e também sofreu as consequências ocasionadas pela crise política e, agora, com a pandemia de covid-19. Sobre isso, Haddad ouviu sugestões de medidas para fortalecer a indústria na região, que passam por reforma tributária, incentivo à exportação, à pesquisa e à tecnologia.

“Encontros, como o de hoje, são fundamentais, principalmente porque vivemos um dos piores momentos de crise da nossa história. As maiores lideranças políticas, em todo o mundo, sabem da importância do movimento sindical para a democracia, por isso precisamos participar da construção de projetos que defendam a retomada do crescimento econômico, com geração de empregos, fortalecimento das empresas públicas e respeito aos direitos”, diz Belmiro Moreira, secretário de Comunicação da CUT-SP e do Sindicato dos Bancários do ABC.

O coordenador da subsede da CUT-SP no ABC, Otoni Pedro de Lima, também esteve representando a entidade no encontro, que também teve a participação do prefeito de Mauá, Marcelo Oliveira (PT), e do presidente do PT paulista, Luiz Marinho. Entre as categorias presentes, estavam os metalúrgicos, bancários, químicos, petroleiros, trabalhadores da saúde e da educação pública e privada e servidores públicos.

A agenda de Haddad pelo ABC teve início na terça (13), com passagens por Diadema, Santo André e São Bernardo do Campo. Ele teve reuniões com empresários, políticos e movimentos sociais, além de ter feito visitas a fábricas na região, à Universidade Federal do ABC (UFABC) e a núcleos habitacionais com o prefeito de Diadema, José de Filippi Júnior (PT).