• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Brasil Atual
MENU

Gestão Doria matricula mais 200 crianças em outra creche inacabada

Prédio na zona sul da capital paulista está com a obra parada há pelo menos um ano

Publicado: 09 Janeiro, 2018 - 16h49

Escrito por: Rodrigo Gomes - Rede Brasil Atual

Famílias da zona sul da capital paulista tiveram uma desagradável surpresa ao se dirigir à creche para a qual a gestão do prefeito, João Doria (PSDB), designou 200 crianças de até 2 anos. A Creche Particular Conveniada Rio Claro, na Rua Renê Canestra, 333, Chácara Enseada, região do Jardim Ângela, está com as obras paradas há mais de um ano, segundo os moradores. No entanto, constam ali as matrículas de duas centenas de bebês, segundo o sistema de gerenciamento da Secretaria Municipal da Educação, que aguardam há quase um ano por uma vaga em creche.

A obra está avançada, mas ainda não tem acabamento, pisos, portas ou janelas. Ainda há escoras de madeira em vários locais e sobras de material de construção estão espalhadas. Não há qualquer placa mencionando a creche no local. "Tenho visto muitas mães virem até aqui e voltarem frustradas. Elas vêm de longe, são do bairro vizinho. É uma vergonha", disse o comerciante Renato Castro, que mora em frente ao prédio.

A pequena Heloa da Silva Santos, de 1 ano e 3 meses, foi designada para a unidade. A mãe dela, Nayara da Silva Assunção, ficou sabendo ao consultar o sistema de acompanhamento de vagas da secretaria. "Não tinha o nome da escola. Eu fui no CEU Vila do Sol e me disseram que era essa unidade. Mas quando cheguei, não tinha nada, só a obra parada. Eu não fiz nenhum procedimento de matrícula e não sei o que fazer", contou. A filha dela, porém, consta como matriculada no sistema da prefeitura.

A Secretaria Municipal da Educação divulgou nota informando que o “Centro de Educação Infantil Conveniado Rio Claro está passando por obras durante o mês de janeiro, período de recesso em que tradicionalmente são realizadas as adaptações, melhorias e atualizações necessárias em prédios escolares, para receber os alunos na volta às aulas”. No entanto, o local não tem qualquer indício de passar por reforma. Existe uma creche indireta também chamada Rio Claro, no Jardim Rodolfo Pirani, zona leste da cidade, mas não tem relação com a da zona sul.

A pressa em contabilizar as matrículas no sistema pode estar relacionada à promessa de Doria de zerar a fila da creche até 30 de março deste ano. O prefeito contabiliza déficit de apenas 65 mil vagas, mas o número é referente ao dia 31 de dezembro de 2016 – o último dado da fila de espera por uma vaga em creche na capital paulista, de setembro do ano passado, registrava déficit de 132 mil crianças. A gestão já eliminou salas de leitura, de informática e períodos integrais de algumas escolas de ensino infantil para ampliar o número de vagas.

A RBA denunciou um caso idêntico no Butantã, semana passada. A creche privada conveniada Maria de Lourdes, no Jardim Bonfiglioli, está em construção, com duas dezenas de operários trabalhando em meio a tijolos, estacas, sacos de cimento. Poucas paredes estão em pé. Apesar disso, famílias estão sendo chamadas para efetivar a matrícula de seus filhos na unidade para o ano letivo, que tem início em 5 de fevereiro. A unidade será administrada pela Associação Missionários da Santíssima Trindade, segundo informações do sistema de gerenciamento da Secretaria da Educação.

Clique para acessa a matéria

carregando
carregando