• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Brasil Atual
MENU

Dia 23 tem Tributo a Dona Ivone Lara com Dorina e convidados

Live show será transmitida às 19h no Facebook e Youtube do Samba da Resistência e da CUT São Paulo

Publicado: 19 Julho, 2021 - 14h01 | Última modificação: 19 Julho, 2021 - 16h13

Escrito por: CUT-SP - Colaboração Alexandre Trindade

Divulgação
notice

Como parte das atividades do "Julho da Pretas", já que 25 de julho é o Dia da Mulher Negra, Latino-americana e Caribenha, o projeto Samba da Resistência realiza uma super live show com Dorina e seus convidados e convidadas em homenagem ao centenário de Dona Ivone Lara. A transmissão será na próxima sexta-feira (23), às 19h, nas páginas do Facebook e nos canais do Youtube do Samba da Resistência e da CUT São Paulo.

Gravado no Rio de Janeiro, o Tributo conta com as participações de Lazir Sinval; Gabrielzinho de Irajá; Sarah Si; Bia Aparecida e também de Renata Jambeiro e Julia Maria. Durante a live, os expectadores poderão contribuir com a campanha de arrecadação (via pix ou PicPay) para remunerar os músicos que ainda sofrem os efeitos das restrições impostas hpa mais de um ano pela pandemia do novo coronavírus.

O evento conta com apoio das secretarias de Cultura; da Mulher Trabalhadora e de Combate ao Racismo da CUT-SP e também da ONG Ação e Cidadania que ajudam na divulgação.

Dona Ivone Lara

Falecida em 2018, Ivone Lara foi a primeira mulher a vencer uma disputa de samba enredo, na Escola Império Serrano, em 1965. Ao integrar a ala dos compositores de uma escola de samba quebrou estigmas, pois as mulheres não tinham inserção e nem eram bem-vindas nas rodas de samba.

Com muita coragem, desafiou os padrões esperados para a época e se tornou uma das principais referências femininas do samba. Compositora, cantora e instrumentista, é autora de músicas que, ainda hoje, enaltecem a luta e a resistência das mulheres, da população negra e periférica que a fazem ser reconhecida por gerações de sambistas.

Não por menos, Dona Ivone ficou conhecida como a grande Dama do Samba. Outro fato importante de sua história que que, antes de se dedicar exclusivamente à música, trabalhou como enfermeira e assistente social - duas ocupações que se mostraram fundamentais no enfrentamento à pandemia da Covid-19.

“A história de vida e a trajetória artística de Dona Ivone Lara demonstra a força e resistência das mulheres negras brasileiras, que seguem até os dias de hoje na luta por igualdade de direitos, por respeito e contra o preconceito e à violência, portanto é uma justa homenagem”, comenta Douglas Izzo, presidente da CUT São Paulo e um apaixonado pelo samba.

Todas as quartas-feiras às 20:15, Izzo e o sambista André Ricardo apresentam o programa Samba da Resistência que vai ao ar na Rádio Brasil Atual 98,9 FM com transmissão simultânea no Facebook (@SambaDaResistencia).

Serviço

Tributo a Dona Ivone Lara com Dorina e convidad@s

Quando? 23 de julho (sexta-feira)

Que horas? 19h

Onde? No facebook @SambaDaResistencia e @saopauloCUT e no Youtube: Samba da Resistência (https://www.youtube.com/channel/UCOpYawvYrcSpHHAyM7S1nsw) e CUT-SP (https://www.youtube.com/user/CUTSP1)

Confirme presença no evento: https://www.fb.com/events/1839993746191802/