• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Brasil Atual
MENU

Debate e exibição do filme ‘Torre das Donzelas’ será na quarta-feira (4) em SP

Documentário fala sobre a prisão de mulheres no período da ditadura militar

Publicado: 29 Novembro, 2019 - 19h49 | Última modificação: 29 Novembro, 2019 - 20h08

Escrito por: Vanessa Ramos - CUT São Paulo

Divulgação
notice

Na próxima quarta-feira (4) haverá no centro da capital paulista a exibição do documentário ‘Torre das Donzelas’ e debate sobre a violência contra as mulheres presas no período da ditadura militar brasileira (1964-1985). A atividade, com início às 17h, é organizada pela Secretaria de Mulheres da CUT São Paulo com apoio do Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região.  

O documentário, de 97 minutos, dirigido por Susanna Lira, traz relatos da ex-presidenta Dilma Rousseff e de companheiras que foram perseguidas e presas  no presídio Tiradentes, em São Paulo, durante a ditadura. Em 2018, o filme foi vencedor do prêmio especial do júri no Festival de Brasília.

Durante a atividade, que ocorrerá na sede do Sindicato dos Bancários de São Paulo, à Rua São Bento, 413, no centro da capital paulista, haverá debate com a participação de Margarida Maria do Amaral Lopes, mais conhecida como Guida Amaral, Rita Sipahi e Maria Aparecida Costa Cantal, mulheres que foram presas e torturadas durante o regime militar.

“É muito importante que possamos debater um período de nossa história tão triste e cruel. E mostrar como foi, e ainda é, importante a resistência e a luta das mulheres estudantes e trabalhadoras”, afirma Marcia Vianna, secretária da Mulher Trabalhadora da CUT São Paulo.

A atividade da próxima quarta-feira (4) faz parte da Campanha pelos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher, mobilizada pela ONU Mulheres, com início em 25 de novembro. 

No Brasil, a campanha é chamada 16+5 Dias de Ativismo, pois inicia antes, em 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra, para enfatizar a dupla discriminação sofrida pelas mulheres negras. A mobilização termina no Dia Internacional dos Direitos Humanos, em 10 de dezembro.

 Veja entrevista com Guida Amaral sobre Machismo e Resistência na Ditadura Civil-Militar para o canal do Youtube do Memorial da Resistência de São Paulo

 Confira a entrevista com Maria Aparecida Costa Cantal para o canal do Youtube do Memorial da Resistência de São Paulo