• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Brasil Atual
MENU

CUT-SP repudia tentativa de Covas de confiscar salário dos servidores no Natal

Prefeito do PSDB faz manobras para aprovar, no período de recesso, projeto que foi derrotado pelos municipais no primeiro semestre de 2018

Publicado: 30 Novembro, 2018 - 16h45 | Última modificação: 30 Novembro, 2018 - 16h51

Escrito por: Redação CUT-SP

Roberto Parizotti/CUT
notice

A gestão Doria/Covas não aprendeu. Após ter enfrentado a maior greve dos servidores municipais da história, a prefeitura paulistana tenta, mais uma vez, impor mudanças na aposentadoria que representa um severo ataque aos trabalhadores. E tenta fazer isso durante o recesso do final do ano, a toque de caixa, na expectativa de não haver manifestações. 

Conhecido como PL do Extermínio, o projeto de lei 621/2016 havia sido enterrado devido à forte mobilização dos servidores no primeiro semestre deste ano, ainda com João Doria (PSDB) na prefeitura. No entanto, passadas as eleições, o sucessor Bruno Covas (PSDB) resolveu reapresentar a proposta na Câmara Municipal, que prevê aumento na contribuição dos trabalhadores, de 11% para até 14%. Um verdadeiro confisco na folha de pagamento. Além disso, o PL irá privatizar parte do sistema de aposentadoria do funcionalismo, com a criação da Sampaprev.

Para o funcionalismo público, que sobrevive sem valorização salarial, a renda mensal ficará ainda mais comprometida com o aumento da contribuição.

A expectativa do prefeito é ter o projeto votado até 24 de dezembro. Com isso, Covas atropela processos e ritos necessários da administração pública, repetindo a desastrosa gestão de Doria, que abandou o cargo, após altos índices de impopularidade, para tocar os desmontes no governo estadual.

A CUT-SP repudia essa tentativa de Bruno Covas de seguir com o projeto sem diálogo. E presta total apoio e se une à luta dos trabalhadores, que já demonstraram força na paralisação de março deste ano, organizada pelos sindicatos CUTistas e demais entidades do funcionalismo.

Todos juntos em defesa da aposentadoria!

Direção Executiva

CUT São Paulo

 

carregando
carregando