• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Brasil Atual
MENU

CUT-SP repudia ataques à vereadora do PT de Bauru

Central também manifesta apoio e solidariedade a Estela Almagro; petista registrou Boletim de Ocorrência contra radialista e acionou Comissão de Ética do Sindicato dos Jornalistas

Publicado: 24 Setembro, 2021 - 18h39 | Última modificação: 24 Setembro, 2021 - 18h41

Escrito por: CUT São Paulo

Arte: Maria Dias/CUT-SP
notice

A direção da CUT São Paulo recebeu com indignação a informação dos ataques sofridos pela vereadora Estela Almagro, do PT de Bauru, por meio da coordenação da nossa subsede na região. 

Conforme os relatos da vereadora em rede social e matéria divulgada na imprensa local, na quinta-feira (23), o radialista Alexandre Pittolli, âncora da rádio Jovem Pan News de Bauru, a comentar sobre uma audiência pública da Comissão de Fiscalização Permanente da Câmara Municipal que é presidida pela petista, em que se discutiu a legalidade da intervenção da Praça Portugal que, com autorização da Prefeitura, retirou mais de 50 árvores do local, desferiu ataques incitando a violência. 

Pittolli disse que “gostaria de ver as luzes apagadas e uma foice na mão de cada um ali, e a gente iria se livrar de algumas personalidades”. Antes, na segunda-feira (20) ele já havia chamado de “vagabundos e maconheiros” os ativistas, militantes e moradores da região da praça que estiveram presentes no protesto realizado nos dias 16 e 18 de setembro, segundo reportagem do Jornal Dois

“Em sua postura misógina em relação ao nosso mandato e refletindo seu inconformismo com a realização de reunião da Comissão de Fiscalização e Controle a qual presido (que demonstrou de forma inequívoca neste dia 22/09, o arboricídio da Praça Portugal, praticada pelo Governo Suellen Rosim), procedeu a ameaça de morte, incitação a crime e violência e injuria contra a pessoa (mulher e política) desta parlamentar!”, escreveu Estela em seu perfil do Facebook

Diante disso, a CUT-SP repudia com veemência as declarações do radialista, reforça sua luta intransigente no combate ao machismo, ao preconceito e a toda e qualquer forma de discriminação e ainda manifesta seu apoio e toda solidariedade à vereadora Estela Almagro que, em seu primeiro mandato, tem demonstrado forte atuação na defesa dos direitos e dos interesses da população de Bauru, das mulheres e da classe trabalhadora. 

Ademais, considerando que a vereadora, com apoio da assessoria jurídica do legislativo municipal, registrou Boletim de Ocorrência por incitação ao crime, ameaça e injúria e também encaminhou representação ao Conselho de Ética do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo (SJSP) para averiguar a conduta do profissional, esperamos que os fatos sejam devidamente apurados tanto pela autoridade policial quanto pelo órgão sindical para adoção das medidas legais cabíveis. 

Por fim, vale lembrar que somente com unidade dos movimentos sindical, popular e partidos do capo progressista que vamos derrotar o machismo no Brasil. 

Respeitem as mulheres! Lugar de mulher é na política e onde ela quiser! 

São Paulo, 24 de setembro de 2021.

 

 

Direção da CUT São Paulo