MENU

CUT-SP lamenta a morte do companheiro Chicão, dos Rodoviários do ABC

Publicado: 10 Setembro, 2022 - 19h57 | Última modificação: 10 Setembro, 2022 - 20h05

Escrito por: CUT São Paulo

Reprodução
notice

Foi com grande pesar que a Direção da CUT-SP recebeu a notícia da morte do sindicalista Francisco Mendes da Silva, o Chicão, aos 68 anos. Ele foi vítima de um infarto na manhã deste sábado, 10 de setembro.

Nascido em Nova Esperança, era casado com Gabriela Souza e teve seis filhos – sendo um deles já falecido -, e foi avô de quatro netos.

Atualmente era prefeito da cidade de Sandovalina, no interior de São Paulo, mas iniciou sua trajetória como motorista de ônibus, profissão que lhe possibilitou ser presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do ABC (Sintetra) por diversas gestões, atuando na luta pelos direitos da categoria.

Companheiro de todas as lutas e grande liderança para a categoria, a passagem de Chicão é uma enorme perda para o movimento sindical.

Nesse momento de luto, prestamos nossa solidariedade aos familiares e companheiros de Chicão. Sua luta em defesa da classe trabalhadora será sempre lembrada.

Chicão, presente!

Direção da CUT-SP
São Paulo, 10 de setembro de 2022