• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Brasil Atual
MENU

CUT-SP e italiana CGIL debatem desafios dos trabalhadores em seminário internacional

Atividade ocorre nesta quinta, 6 de maio, e terá transmissão simultânea nas redes sociais das duas entidades sindicais

Publicado: 03 Maio, 2021 - 22h06 | Última modificação: 03 Maio, 2021 - 22h41

Escrito por: Rafael Silva e Alexandre Trindade - CUT São Paulo

Arte: Maria Dias/CUT-SP
notice

As centrais sindicais CUT-SP e a italiana CGIL Lombardia promovem nesta quinta-feira (6), a partir das 9h (horário do Brasil), um seminário internacional para discutir os desafios da classe trabalhadora entre os dois países num dos momentos mais emblemáticos do mundo: a pandemia de covid-19.

A proposta é que as duas entidades possam relatar experiências sobre as ações adotadas pelos sindicatos que compõem suas bases de atuação, assim como o apontamento de caminhos para reduzir os impactos da crise sanitária entre os trabalhadores e as trabalhadoras.

Tanto o Brasil quanto a Itália aparecem nas listas dos países que mais sofreram com as consequências ocasionadas pela pandemia do coronavírus, com grande número de mortos, redução de direitos e postos de trabalho. Segundo dados do projeto Our World in Data, da universidade Oxford, o Brasil teve até o dia 27 de abril, 400 mil mortes pela doença, ocupando o segundo lugar no ranking. Já a Itália, com o sexto lugar, atingiu 119 mil óbitos.

Para piorar, as duas nações enfrentam desafios políticos e econômicos que têm aumentado a desigualdade social, com alta de desemprego e informalidade, ao mesmo tempo em que a atuação sindical é criminalizada por movimentos conservadores.

“Com esse Seminário Internacional encerramos nossa programação para celebrar do Dia do Trabalhador e da Trabalhadora no estado de São Paulo. Entendemos que é importante discutir essa situação com os companheiros e companheiras da CGIL Lombardia, mesmo que à distância, como forma de reafirmarmos nossa parceria, promovendo a troca de informações sobre a situação que vivenciamos aqui no Brasil e o que eles vivem na Itália”, explica Douglas Izzo, presidente da CUT-SP.

Programação

O seminário internacional será realizado por videoconferência nesta quinta-feira (6), das 9h às 12h30 (horário do Brasil), com transmissão pelas páginas do Facebook da CUT-SP e CGIL Lombardia.

A abertura contará com as participações do presidente da CUT Brasil, Sérgio Nobre e do secretário-geral da CGIL Itália, Maurizio Landini. Também está prevista a exibição de um vídeo e a leitura de uma carta do ex-presidente Lula saudando a inciativa.

Na primeira mesa “O mundo do trabalho na Pandemia da covid-19 no Brasil e na Itália”, participam o diretor técnico do DIEESE (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), Fausto Augusto Junior; o presidente da CUT-SP, Douglas Izzo e o secretário-geral da CGIL Lombardia, Alessandro Pagano.

Já na segunda mesa, representantes dos ramos metalúrgico, químico, financeiro, comércio, serviço público municipal, educação e saúde da CUT-SP e CGIL Lombardia falarão da situação e as lutas dos trabalhadores e trabalhadoras das categorias nos dois países.

Cooperação

A parceria entre a CUT-SP e a CGIL Lombardia existe desde 2012 e, nos últimos anos, promoveu a troca de experiências entre os ramos metalúrgico, químicos, educação, comércio e serviços, servidores públicos, aposentados, seguridade social e financeiro.

O termo de cooperação entre as duas entidades prevê, ainda, a realização de debates e reflexões feitas conjuntamente para o enfrentamento das políticas neoliberais, a construção de uma articulação internacional para fortalecer o movimento sindical e ações de inclusão dos trabalhadores individuais que hoje não estão representados por alguma entidade.

Serviço
Seminário Internacional CUT-SP e CGIL Lombardia
6 de maio de 2021
A partir das 9h (horário de Brasília)
Transmissão pelo Facebook da CUT-SP e CGIL Lombardia