MENU

Comissão da Assembleia paulista aprova doação de terrenos aos Metroviários

Projeto foi aprovado por 7 a 3 na Comissão de Constituição e Justiça da Casa. Sindicato busca preservar sede, localizada na zona leste de São Paulo

Publicado: 07 Outubro, 2021 - 04h19 | Última modificação: 07 Outubro, 2021 - 10h34

Escrito por: Vitor Nuzzi - Rede Brasil Atual

Sind. Metroviários SP
notice

Por 7 votos a 3, a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) da Assembleia Legislativa paulista aprovou, nesta quarta-feira (6), projeto que aprova a doação de dois terrenos ao Sindicato dos Metroviários. Foi mais um passo na mobilização da entidade para preservar sua sede, construída em 1990. O imóvel fica em terreno cedido pelo estado no bairro do Tatuapé, zona leste da capital.

O terreno onde está instalada a sede chegou a ser leiloado, em 28 de maio. Nove dias antes, um grupo de 12 deputados (PCdoB, Psol e PT) apresentou o Projeto de Lei (PL) 313, que chegou à CCJR ainda naquele mês. Mas só foi a votação hoje, depois de receber parecer favorável do relator, Marcos Zerbini (PSDB). Nos últimos dias, os metrovi´ários anunciaram acordo com o governo estadual.

Desde os anos 1990

Ambos ficam na rua Serra do Japi. Um deles é justamente onde est´a a sede, enquanto o outro se destina a uma área de lazer. Na justificativa do projeto, os deputados lembram que os terrenos vêm sendo objeto, desde 1992, de Termos de Permissão de Uso (TPUs). São acordos firmados entre a Companhia do Metropolitano (Metrô) e o Sindicato dos Metroviários.

Na CCJR, votaram a favor do PL 313 os deputados Emídio de Souza (PT), Wellington Moura (PSB), Marcos Zerbini, Paulo Fiorilo (PT), Carlos Cezar (PSB), Marta Costa (PSD) e Mauro Bragato (PSDB), presidente do colegiado. Por sua vez, foram contra Heni Ozi Cukier (Republicanos), Frederico d´´ Avila e Janaina Paschoal, os dois últimos do PSL.