MENU

Com Pinto do Visconde, blocos de carnaval saem às ruas de SP em defesa da democracia

No domingo, 25, haverá desfiles na capital, na Grande São Paulo e no interior; Vista sua fantasia e participe!

Publicado: 22 Setembro, 2022 - 18h28 | Última modificação: 22 Setembro, 2022 - 18h54

Escrito por: Rafael Silva - CUT São Paulo

Arte: Maria Dias/CUT-SP
notice

Neste final de semana, em todo o país, famosos blocos de carnaval sairão às ruas em manifesto a favor da democracia nas eleições deste ano. Em São Paulo, mais de 70 blocos já confirmaram presença em diversos pontos do Estado, e o Pinto do Visconde, coletivo carnavalesco da CUT-SP e de sindicatos, é um deles.

Os cortejos dos blocos irão ocorrer no domingo, 25 de setembro, com ações simultâneas nos bairros de Pinheiros, Pompéia, Bixiga e Avenida Paulista. Mas há programação para quem mora em Campinas, Vinhedo, Santo André, Guarulhos, Embu das Artes, Piracicaba e São José dos Campos (confira abaixo). 

Segundo os organizadores, a iniciativa parte da necessidade de um posicionamento nestas eleições, em meio ao aumento da fome, das desigualdades, do trabalho precário e tantos outros retrocessos. Na cultura, as políticas públicas sofreram sistemáticos ataques do governo federal. “Acreditamos que a cultura popular e o carnaval de rua não podem ficar em silêncio frente a disputa entre o ódio e a vida. É urgente se posicionar e ocupar as ruas. É a construção coletiva com unidade na diversidade, abrindo alas para trazer a alegria de volta”, diz trecho do comunicado dos blocos. 

Pinto da resistência

O Pinto do Visconde, bloco criado em 2009 por trabalhadores e vizinhos do entorno da sede da CUT, no bairro do Brás, se apresentará na Avenida Paulista ao lado de outras agremiações. A concentração terá início às 11h, em frente ao Masp. 

Secretário de Cultura da CUT-SP, Carlos Fábio, o Índio, lembra que o bloco CUTista sempre teve em seus temas a defesa da democracia e a luta por direitos. “Não tinha como estarmos de fora dessa atividade, que dialoga com a proposta do ‘Pinto’. Além disso, é muito importante a classe cultural ocupar os espaços públicos neste momento para expulsar o ódio e o preconceito do país, mostrando com amor e paz que o Brasil pode voltar a ser feliz de novo”, afirma o dirigente. 

Outros blocos famosos e tradicionais do carnaval de rua também confirmaram participação na iniciativa, como o Ilú Obá De Min, Vai Quem Qué, Saia de Chita, Ritaleena, Charanga do França e Agora Vai, e os sindicalistas Bloco d@s Bancári@s e Banda do Trem Elétrico, dos metroviários.

O Acadêmicos do Baixo Augusta, um dos maiores do Brasil, irá se apresentar a partir das 11h, na esquina da Rua Augusta com a Paulista, com apresentações e a leitura do manifesto “A Cultura Abraça a Esperança” e, às 13h, a bateria inicia o desfile. 

Pelo Estado

Para quem está longe da capital, também terá a oportunidade de dar o grito carnavalesco. Em Campinas, a concentração está marcada para as 15h, em frente à moradia da Avenida Santa Isabel, no bairro Barão Geraldo. Entre os blocos confirmados, estão o Bloco Vermelho, Berra Vaca e o Bloco da Galinhada. 

Já na Grande São Paulo, há folia prevista em Santo André, com o bloco de Salete Campari, em Guarulhos, com o Treme Treme, e em Embu das Artes, com o Desbundas Artes. Nessas cidades, os horários ainda não foram divulgados. 

Também haverá carnaval de rua no interior. Em São José dos Campos, a partir das 9h, na rotatória da feira do Colonial, com Batuqueires com Lula e Batucada Resistência. Em Piracicaba, com o bloco da Ema e Pira Pirou, a concentração será às 15h, na Rua Moraes Barros, 176, no centro, de onde sairá o cortejo até o Largo dos Pescadores. Em Vinhedo, com o bloco Bloquete de Vinhedo, ainda falta confirmação de horário e local. 

A lista de coletivos e cidades, no entanto, poderá aumentar até domingo, já que as inscrições de novos blocos seguem abertas, bem como há programações previstas para ocorrer nas cidades do Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador, Brasília, Belém, Vitória e Olinda.

Confira a agenda de blocos
SÃO PAULO
(Bixiga, às 10h, em frente ao nº 70 da Rua Treze de Maio, com cortejo até a Paulista/ Avenida Paulista, às 11h, em frente ao Masp/ Pinheiros e Pompeia - aguardando horário e local)
Zélia Cássia Rita Carolina e Todas as Minas
Vem com Lula
Vai Quem Qué
Ursal, o Bloco
Unides do Chorume
Toalhaço em Sampa
Te Pego no Cantinho
Santana Descendo a Ladeira
Samba do Sol
Saia de Chita
Ritaleena
Quem tem Boca Vaia Roma
Pirikita em Chamas
Pinto do Visconde
Os Cataratos do Niágara
Me Lembra Que Eu Vou
Manada
Jegue Elétrico
Ilú Obá De Min
Filhos de Gil
Cordão do Jamelão
Conselho do Samba
Confraria do Pasmado
Comissão feminina
Coletivo Lunáticas
Charanga do França
Carimbloco SP
Blokokê
Bloco Vez e Voz
Bloco Tricolor Antifa
Bloco Tomo Junto
Bloco Siriricando
Bloco Nao Tô Bem 279
Bloco Feminista
Bloco dos bonecões, não sou marionete não
Bloco do Fuá
Bloco do Amor
Bloco d@s Bancári@s
Bloco Boteco Socialista
Bloco Bastardo
Bloco Aquino e as Marias
Banda do Trem Elétrico - Banda dos Metroviários e Amigos
Banda do Candinho
Banda Carnavalesca Macaco Cansado
Baco do Parangolé
Axé coco
As Obscênicas
Arrastão dos Blocos
Ano Passado Eu Morri Mas Esse Ano Eu Não Morro
Agora Vai
Acadêmicos do Baixo Augusta
Acadêmicos da Ursal
Acadêmicos da Cerca Frango
Abacaxi de Irará
Delírios Comunistas
Unidos do Swing

SANTO ANDRÉ
(aguardando horário e local)
Salete Campari

GUARULHOS
(aguardando horário e local)
Treme Treme

EMBU DAS ARTES
(aguardando horário e local)
Desbundas Artes

CAMPINAS
(15h, em frente à moradia da Avenida Santa Isabel, no bairro Barão Geraldo)
Bando de Corruíra
Batucada Quilombo Íris de Jesus
Berra Vaca
Bloco da Galinhada
Bloco do Cupinzeiro
Bloco Vermelho
Caxeirosas
Jegue Gerson
Maracatucá
Nem sangue Nem Areia
Tomá na Banda
União Altaneira

VINHEDO
(aguardando horário e local)
Bloco Bloquete de Vinhedo

PIRACICABA
(15h, concentração na Rua Moraes Barros, 176, no centro – Cortejo até o Largo dos Pescadores)
Bloco da Ema
Pira Pirou

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS
(9h, na rotatória da feira do Colonial)
Batuqueires com Lula
Batucada Resistência