MENU

Com 'banquetaço', MST inaugura primeiro Sacolão Popular em SP

Projeto em parceria com o padre Júlio Lancelotti levará alimentos da reforma agrária 'a preço de custo' para a população

Publicado: 26 Fevereiro, 2024 - 17h44 | Última modificação: 29 Fevereiro, 2024 - 18h17

Escrito por: Lucas Weber - Brasil de Fato

Lucas Weber / Brasil de Fato
notice

Neste sábado (24), o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) inaugurou o Sacolão Popular Irmão Pedro Betancur, localizado no bairro Belenzinho, zona leste da capital paulista. O espaço é uma parceria do MST junto com a Pastoral Povo da Rua, liderada pelo padre Julio Lancellotti, e pretender ser uma alternativa de venda de alimentos agroecológicos a preços populares.

"A ideia original é nós fazermos dezenas de espaços como este, principalmente, em lugares mais distantes do centro da cidade de São Paulo e também do interior. Para vincular a produção dos assentamentos, pequenos agricultores, quilombolas, indígenas com o combate à fome, a miséria e a desnutrição", explica Gilmar Mauro, membro da coordenação nacional do MST.

Segundo Mauro, um diferencial do espaço será a realização mensal de "banquetaços" para a população em situação de rua. "Não basta só entregar a marmita para alguem comer no meio fio, a gente quer sentar à mesa para resgatar a ideia de dignidade."

Além das ações de solidariedade, o público no geral poderá comprar os itens ofertados no Sacolão "a preço de custo", argumenta o dirigente.

Irmão Pedro Betancur

O nome faz referência a um santo guatemalteco "que distribuía comida aos pobres, e era um santo leigo, por isso a homenagem", explica Mauro.

Pedro Betancur foi um missionário nascido nas Ilhas Canárias, território espanhol, que foi fundador da primeira ordem religiosa das américas e dedicou a vida à atenção às pessoas mais pobres no século 17. Ele criou um projeto de saúde e educação para o povo da região da Guatemala, na época sob domínio colonial espanhol. Ofereceu educação gratuita a crianças e adultos, sem distinção de origem ou cor da pele. Foi reconhecido mais tarde como santo pela igreja católica.

O Sacolão Popular já vai funcionar normalmente a partir da segunda-feira (26). Ele está localizado na rua Siqueira Cardoso, 297, no Belenzinho.

Texto originalmente publicado pelo site Brasil de Fato