• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Brasil Atual
MENU

CNTTL se filia à Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes

A Federação Internacional tem 248 sindicatos de importantes setores do transporte que estão localizados em 115 países no mundo

Publicado: 24 Julho, 2019 - 17h13 | Última modificação: 24 Julho, 2019 - 17h17

Escrito por: Viviane Barbosa - CNTTL

Divulgação
notice
Dirigentes da CNTTL e da ITF na sede da entidade no Rio de Janeiro

O ramo dos transportes brasileiro, ligado à base da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística –CUT/CTB), comemora uma boa notícia. A CNTTL se filiou à ITF (Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes) nesta quarta-feira (24). A solenidade aconteceu em reunião na sede da entidade no país, em Copacabana, no Rio de Janeiro.

Participaram o presidente da CNTTL, Paulo João Estausia, o Paulinho, e os dirigentes Adalberto de Carvalho e Marcilio de Jesus Garcia; a ITF foi representada pelos coordenadores o panamenho, Edgar Diaz e pelo argentino, Emiliano Adoisi.

O presidente da CNTTL, Paulinho, ressaltou na reunião que o ramo dos transportes é um dos mais organizados dentro da CUT e da CTB. “Ficamos honrados com essa filiação. É importante a interação, o intercâmbio e a expansão na organização dos trabalhadores em transportes do Brasil com os demais países de todo o mundo” destaca Paulinho.

A CNTTL-CUT/CTB representa hoje os trabalhadores e trabalhadoras em transportes nos modais: viário, aéreo, rodoviário, portuário/marítimo, mototaxista, metroviário, ferroviário, cargas e logística e os trabalhadores autônomos (caminhoneiros), totalizando aproximadamente dois milhões de trabalhadores e trabalhadoras no Brasil.

Já a ITF tem 248 sindicatos e federações filiados nos setores marítimo, portuário, aviação civil, ferroviário, transporte rodoviário e urbano, pesca, turismo e navegação fluvial, que estão localizados em 115 países no mundo (Europa, Norte América, Ásia Pacífico, América Latina e Caribe, Mundo Árabe e África).

Cerca de 2,1 milhões de trabalhadores são filiados aos sindicatos. Nos últimos 10 anos, a região da América Latina registrou um aumento de 72% de representação de trabalhadores, considerado o maior crescimento da ITF no mundo inteiro.