MENU

Ato estadual em defesa do Projeto Meninos e Meninas de Rua será neste sábado (6)

Sindicatos organizam ampla participação de categorias em apoio à ONG que atua há 38 anos no ABC paulista

Publicado: 04 Novembro, 2021 - 16h38 | Última modificação: 04 Novembro, 2021 - 16h50

Escrito por: Vanessa Ramos - CUT São Paulo

Projeto Meninos e Meninas de Rua/Divulgação
notice

Movimentos sociais e sindicatos organizam um ato estadual neste sábado (6), a partir das 15h, em defesa da manutenção do Projeto Meninos e Meninas de Rua (PMMR) em São Bernardo do Campo.

Com concentração na rua Jurubatuba, 1.610, no centro de São Bernardo, as entidades farão uma passeata pelas ruas da região central do município.

A luta se dá contra a ameaça do prefeito Orlando Morando (PSDB), que quer desalojar o projeto que atua na cidade de São Bernardo do Campo desde 1983.

Todos em alerta

Após recurso impetrado pela Defensoria Pública do Estado de São Paulo, o projeto recebeu, no último dia 2, decisão favorável do desembargador Marcos Pimentel Tamassia, do Tribunal de Justiça de São Paulo, suspendendo a reintegração de posse movida pela Prefeitura.

Mesmo após decisão favorável, o projeto segue em alerta com relação à Prefeitura, afirma o coordenador da ONG, Markinhus Souza.

“O ato organizado por movimentos sociais reunirá pessoas da capital, da grande São Paulo, do interior e do litoral paulista. Mesmo diante da liminar, o ato em solidariedade será muito bem recebido. Queremos avançar com a regularização do espaço porque não queremos ter este tipo de embate com a Prefeitura. O enfrentamento que queremos, ainda mais neste momento de pandemia, é o enfrentamento contra covid-19, a fome e o desemprego.”.

Para o secretário de Comunicação da CUT São Paulo, Belmiro Moreira, a manutenção deste projeto representa o fortalecimento de políticas públicas a pessoas em situação de vulnerabilidade.

“Precisamos garantir que os direitos humanos vençam nesta disputa já que centenas de crianças e adolescentes pobres são atendidos há quase quatro décadas. Um projeto como esse transforma vidas”, enfatiza.

Cresce solidariedade 

O projeto já recebeu mensagens de apoio de personalidades como o ator Ailton Graça, a cantora Daniela Mercury, o rapper Emicida e a atriz Lucélia Santos, além de dirigentes sindicais, ativistas e parlamentares.

Um abaixo-assinado na internet conta, até o fechamento desta matéria, com 83.510 adesões em apoio à permanência da ONG na região.

Além dessas ações, um encontro realizado entre os dias 4 e 6 de novembro ocorre em São Bernardo do Campo reunindo organizações que atuam com crianças e adolescentes em situação de rua de todo Brasil. Esse encontro estava agendado para ocorrer em Fortaleza (CE), mas foi reagendado para o ABC paulista por conta da solidariedade ao projeto. A atividade reúne participantes de 4 regiões do Brasil: Nordeste, Centro Oeste, Sudeste e Sul. O Norte acompanha a atividade virtualmente.