MENU
Gibi - A Família Silva e a reforma Administrativa (PEC 32)

Gibi - A Família Silva e a reforma Administrativa (PEC 32)

Está disponível para download a revista em quadrinhos “As Desventuras da Família Silva”, que explica as perversidades da PEC 32, a reforma Administrativa do governo de Jair Bolsonaro (ex-PSL).

A publicação foi produzida pela CUT-RS e por sindicatos do Rio Grande do Sul. A versão também está sendo reproduzida pela CUT-SP.

No gibi, os leitores poderão conferir a história da família Silva, composta pelo pai, a mãe e dois filhos, que enfrentam as dificuldades pós-reforma administrativa num cenário de aprovação da PEC 32. Entre as dificuldades, estão a falta de concursos públicos, a precarização dos serviços de saúde e educação, além do aumento da corrupção.

O material é mais um subsídio para o mês de luta dos servidores das três esferas – municipal, estadual e federal, que marcaram uma greve de 24 horas no dia 18 de agosto de 2021, Dia Nacional de Luta e Paralisações para barrar a PEC 32, enviada ao Congresso pelo governo federal. Na pauta dos atos, também estão a luta contra as privatizações e a inflação, a defesa do auxílio emergencial de R$ 600 e por empregos. Trabalhadores e trabalhadoras da iniciativa privada, em todas as capitais do país, também estarão nas mobilizações.

Arquivos disponíveis para Download:

Gibi - A Família Silva e a reforma Administrativa (PEC 32)

Tipo de
arquivo

PDF
PDF

Informações sobre o arquivo

Está disponível para download a revista em quadrinhos “As Desventuras da Família Silva”, que explica as perversidades da PEC 32, a reforma Administrativa do governo de Jair Bolsonaro (ex-PSL).

A publicação foi produzida pela CUT-RS e por sindicatos do Rio Grande do Sul. A versão também está sendo reproduzida pela CUT-SP.

No gibi, os leitores poderão conferir a história da família Silva, composta pelo pai, a mãe e dois filhos, que enfrentam as dificuldades pós-reforma administrativa num cenário de aprovação da PEC 32. Entre as dificuldades, estão a falta de concursos públicos, a precarização dos serviços de saúde e educação, além do aumento da corrupção.

O material é mais um subsídio para o mês de luta dos servidores das três esferas – municipal, estadual e federal, que marcaram uma greve de 24 horas no dia 18 de agosto de 2021, Dia Nacional de Luta e Paralisações para barrar a PEC 32, enviada ao Congresso pelo governo federal. Na pauta dos atos, também estão a luta contra as privatizações e a inflação, a defesa do auxílio emergencial de R$ 600 e por empregos. Trabalhadores e trabalhadoras da iniciativa privada, em todas as capitais do país, também estarão nas mobilizações.